Os filtros e sua troca regular.



Os filtros e sua troca regular.

Os filtros e sua troca regular

Quem roda diariamente seja pelas grandes rodovias, pelas ruas das cidades ou até mesmo por aquela por aquelas estradinhas do interior, de chão batido sentem, em algum momento que o motor parece não render tanto quanto antes ou até mesmo estar com algum barulho estranho. Levando-se em conta que não só o ar contem impurezas como também o óleo e o combustível é imprescindível a manutenção regular desses filtros.



Filtro de ar

Quem aprecia o bom funcionamento do motor certamente só abastece em postos de combustível que lhe transmitam confiança, afinal, um ótimo produto resultará numa queima mais regular fazendo com que o conjunto se comporte dentro de uma regularidade. Porém o que muitos motoristas acabam se esquecendo que, dentro da câmara de combustão, há uma mistura de ar e combustível.

A menos que estejamos rodando por uma estrada no alto dos alpes suíços o ar que entra no motor não é totalmente limpo, há sempre impurezas como poeira, fuligem, areia, terra... diversas pequenas partículas que, uma vez dentro do bloco do motor, podem causar inúmeros problemas até serem expulsas do sistema de exaustão.

Com o passar dos meses o filtro de ar fica completamente saturado de sujeira o que fará o motor compensar a falta de ar com mais combustível entrando nas câmaras de combustão, o que resultará em maior consumo e menor vida útil dos componentes expostos à explosão. E, dependendo do tamanho das partículas elas podem perfurar o filtro trazendo ainda mais danos ao motor.

De acordo com diversos fabricantes a troca do filtro é recomendada a cada 10 mil quilômetros, no entanto esse número pode mudar muito por diversas variáveis tais como marca e tipo do filtro além do terreno onde é o veículo é utilizado ou em perda repentina de potência.

Para saber o estado do filtro você pode removê-lo e o agitar para remover a sujeira superficial, caso esteja numa coloração muito escura, o ideal é lavar ou até mesmo trocar por uma peça nova.

Filtro de Óleo

O óleo do motor tem por principal função diminuir ao máximo o atrito e o calor das peças móveis do motor dentro de limites aceitáveis evitando assim o desgaste prematuro dessas peças trazendo prejuízos ainda maiores.

Independente da escolha do óleo (mineral ou sintético) a tendência é, conforme seja usado pelo motor, que ele fique sujo tanto de óleo carbonizado devido a combustão do motor como partículas metálicas que podem se desprender com o eventual atrito entre as peças do motor.

Além disso o óleo possui diversos aditivos detergentes que carregam consigo quaisquer sujeiras que possam existir dentro do motor, para impedir que essa sujeira regresse ao motor é que existe o filtro de óleo.

Porém irá chegar um momento que, de tanta sujeira que fica no filtro, ele passe a dificultar a passagem do óleo, o que pode cansar falhas graves na lubrificação do motor e, se nada for feito, poderá haver o bloqueio completo do filtro impedindo a passagem do óleo o que reduzirá muito a vida útil de todas as peças do motor.

A periodicidade na troca do filtro consta no manual do proprietário do veículo, porém hoje em dia a maioria dos fabricantes recomendam que, a cada troca de óleo, também seja feita a troca do filtro, para que resíduos do óleo velho se misture com o óleo novo reduzindo sua vida útil.

Filtro de Combustível.


Não importa se o posto que você abastece é de uma bandeira famosa, se o combustível tem certificação e qualidade, é inevitável que surjam pequenas impurezas no liquido vital do veículo. Podendo ir desde eventuais sujeiras do próprio tanque indo até pequenas partículas que possam estar na gasolina ou no álcool.

Assim como os filtros de ar e óleo o filtro de combustível tem por objetivo impedir que o motor acabe com impurezas que, no médio-longo prazo, podem trazer imensos problemas tais como perda de potência, desgaste prematuro dos componentes do motor até mesmo a quebra completa do sistema.

De acordo com maioria dos fabricantes o ideal é que se faça uma vistoria em um período entre 10 mil e 15 mil quilômetros e, caso seja constatado que há muita sujeira retida ali, que se faça a troca por um filtro novo que irá, com toda a certeza, melhorar não só o desempenho como a vida útil do motor.

Filtro do Ar Condicionado



Você quer planejar aquela viagem com a família porém o ar condicionado não está gelando como gelava no verão passado? Antes de se preocupar com o funcionamento completo do sistema de refrigeração de cabine o principal problema pode ser algo simples: o filtro do ar condicionado.

Assim como no sistema doméstico o ar condicionado automotivo recebe ar do lado de fora e o resfria com um compressor. Porém, como já falamos anteriormente, o ar de uma cidade não é totalmente puro podendo trazer consigo poeira, pólen, diversos micro-organismos e até pequenos insetos.

O filtro do ar condicionado é desenvolvido com um material fibroso que atrai a sujeira de forma eletro estática tornando o ar dentro da cabine muitas vezes melhor do que o ar do lado de fora do veículo impedindo, inclusive, que particular de mau odor afetem os passageiros.

Mas voltando ao problema do ar condicionado que já não parece mais o mesmo, talvez uma simples limpeza do filtro já possa resolver, para isso jamais use água ou ar comprimido, tais métodos podem comprometer as paredes internas do filtro permitindo que pequenos fragmentos passem direto indo parar dentro da cabine. O ideal é que seja chacoalhado para que a sujeira mais grossa caia naturalmente, em seguida, com o auxílio de um aspirador de pó, remover o restante da sujeira.

O prazo ideal para a manutenção é que seja feita ao menos uma vez ao mês (sobretudo para quem mora nas grandes cidades) e, no máximo, a cada seis meses (para quem mora no interior ou em cidades pequenas). No entanto o filtro do ar condicionado não é eterno e, mesmo com a manutenção em dia, pequenas colônias de bactérias podem se formar nele e, eventualmente, comprometer o sistema inteiro do ar condicionado, mesmo com limpezas frequentes, nesse caso o ideal é a troca do filtro inteiro.

Adicione um comentário


Outros Comentários


Seja o primeiro a comentar


Central de Atendimento Matriz (49) 3202.3202

Santa Catarina

Matriz (Joaçaba): (49) 3202.3202 / 3551.0900
Chapecó: (49) 3311.1999
Criciúma: (48) 3443.0444
Concórdia: (49) 3442.7777
São Miguel do Oeste: (49) 3631.7100
Florianópolis: (48) 3722.1000
Joinville: (47) 2105.1999
Lages: (49) 2101.1999

Paraná

Toledo: (45) 3421.1100
Francisco Beltrão: (46) 3211.7878

Rio Grande do Sul

Caxias do Sul: (54) 3534.5000
Passo Fundo: (54) 3210.2222
Santo Ângelo: (55) 3312.3300